Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

A controvérsia do Natal


Éramos cinco à mesa. Dois casais e eu. Falámos sobre o Natal, uns gostavam de encher a casa com a família mas lamentavam a trabalheira que dava; os outros juravam que no próximo ano iam passar o Natal num hotel sem terem que se preocupar com fazer comida e blá blá blá... eu estava algures pelo meio. Gosto de cenas em família, mas há certas coisas que me aborrecem... este ano soube-me muito bem passar em casa só com os meus mais que tudo. 
Um deles dizia que cada vez gostava menos desta época... quando tudo soa a falsidade, onde há as chatices de onde e com quem passar e tal e coiso. Concordo! Por mim, passava todos os anos como neste último. 

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

pensamentos de fim de ano


Sinto-me encalhada no tempo, que 2017 passou depressa demais, que a cada ano, passa mais e mais depressa. Sinto que ando há anos a tentar mudar as mesmas coisas em mim sem grandes resultados à vista. Claro, existiram melhorias, mas é uma luta constante. Sempre com este sentimento de estar encalhada no mesmo sítio há tanto tempo. E não, não falo de um espaço físico.

O balanço que faço deste ano até nem é mau. 

Continuo a trabalhar no mesmo sítio, num ambiente calmo, feliz, onde há respeito mútuo, onde vamos crescendo sempre juntas. Este é um ponto que pretendo que se mantenha em 2018, pois continuo muito satisfeita. Gostava apenas de conseguir ser (ainda) mais produtiva. 

 Dêmos continuidade à outra casa, embora não tenha sido possível mudar para lá antes do meio do ano como eu pretendia há um ano atrás. A cozinha atrasou-se imenso, e depois fomos nós que fomos fazendo aos pouquinhos, coisas que poderiam estar acabadas há meses. Porém, sozinha não consigo remar contra a maré e fazer milagres.  

Em Setembro fomos de férias novamente e mais uma vez com a ajuda, aliás, reformulo, completamente patrocinado pelo meu mealheiro. Mais uma vez, deu para tudo, e ainda sobrou (apesar de, depois ter ido para o carro, que avariou na volta atrás). Para 2018 ainda não temos férias planeadas, nem dias escolhidos, nem nada que se pareça... está tudo em aberto. Entretanto continuo a juntar tostões no meu porquinho para quando a oportunidade surgir. 

A parte de ser mais organizada na vida e em casa, andou assim assim. É aqui que andamos às voltas, sempre a tentar melhorar, sempre num pára-arranca de (in)sucessos. Em 2018 vou procurar focar-me nesse aspeto novamente. A questão aqui é nunca desistir. Destralhei bastante este ano, e isso ajudou-me, mas é algo continuo, que se deve fazer sempre. 

Voltei a costurar mais neste ano que passou e isso deixou-me muito feliz. Também voltei a ler mais, até comprei alguns (poucos!) livros novos. No início do ano desafiei-me a ler pelo menos um livro por mês. Não foi propriamente um por mês, porque alguns levei mais tempo a terminar, mas também existiram meses onde li mais do que um. De qualquer forma, se contarmos com o que estou a ler no momento, são 12, e mesmo que o ano chegue ao fim e eu não tenha terminado este, dou o desafio como vencido, principalmente se olhar para o que eu andei a ler nos anos anteriores. 

Para 2018 escolhi 3 palavras para ter sempre presentes, são elas:


* Organização * 
Na minha vida pessoal, no meu trabalho, na minha casa, na nossa alimentação, enfim, no geral. 


* Poupança * 
Mais para o fim do ano, dei por mim a gastar mais do que realmente precisava. O consumismo começou a agarrar-se a mim, por isso está na hora de correr com ele para longe e retomar as rédeas das minhas vontades. 


* Mudança *
Mudar o que precisa ser mudado. Concentrar-me na nossa própria mudança de casa. 

e no fim poder dizer...


terça-feira, 26 de dezembro de 2017

depois do Natal e antes do Ano Novo




Pronto! O Natal veio e passou. Este ano ficámos em casa, eu, ele e os nossos miúdos. Correu tão bem, a calma contrastante com a azafama dos natais passados em casa dos nossos familiares, soube-me pela vida. Foi um Natal em pijama, acolhedor, com tempo e muito carinho (e algumas birrinhas dos mais novos da casa, claro!) entre nós. 

Agora, a loucura do Natal já ficou lá para trás e anda tudo focado no próximo evento: a Passagem d'Ano. Nós vamos passar em casa de uma amiga, nada de por ai além, mas tenho cá para mim que vai correr muito bem. Entretanto ainda temos dois aniversários pelo meio: o da minha irmã (felizmente comprei logo a prenda com antecedência - o último livro de Isabel Allende, que ela é fã), e o da filha dessa amiga onde vamos na passagem de ano, que é 6 meses certinhos, certinhos mais velha que a minha. Adoram-se uma à outra!!

Entretanto tenho pensado muito no ano que está a terminar, e nas coisas que quero muito fazer, começar, ou mudar em 2018. Talvez partilhe algumas delas convosco mais tarde. 

sábado, 16 de dezembro de 2017

Quase Natal

daqui

Estamos praticamente a uma semana do Natal, e como já é da praxe vejo o dia a aproximar-se e eu ainda com imensas prendas por fazer/comprar/preparar. Este ano parecia ter as coisas encaminhadas, no entanto, com a tal situação familiar atrasei-me. Quando tudo voltou ao normal cá por casa, pensei que ia entrar nos carris, mas o espetáculo de dança da miúda anda-me a consumir todo o tempo livre, seja numa busca eterna de acessórios para comprar ou sejam as peças, acessórios por costurar. Não só para a minha como para outras meninas, que isto quando se sabe que a malta até tem jeito com as costuras, é quem mais pode pedir isto e aquilo. Os fatos têm de estar todos prontos daqui a dois dias. Tenho a maior parte despachada mas ainda antevejo umas noitadas jeitosas para este fim de semana. Quanto ao Natal e às prendas, não vou dar grandes coisas este ano, serão mais simbólicas que outra coisa, e o meu foco são os cá de casa. Por exemplo, há anos que eu e o marido não trocamos prendas entre nós, mas este ano prestei mais atenção e apercebi-me de algo que lhe faz falta, e terá uma prenda novamente. Também não consigo deixar de mimar as crianças mais próximas. Mais uma vez, sem nada exuberante ou grandes loucuras. Apenas uns mimos que tento que sejam úteis e do seu agrado. Por exemplo, para umas mais velhinhas - adolescentes plenas - é-me sempre super difícil porque os gostos já são muito específicos, mas encontrei há um par de meses uns kits para limpeza de ecrãs muito fashions, e girly. Claro que comprei logo um para cada uma das três que tenho. E por ai? Como vão fazer com as prendas este ano? 

domingo, 10 de dezembro de 2017

Destes Dias #13


O turbilhão que por aqui se instalou nas últimas semanas começa a acalmar, no entanto o maridão continua a trabalhar ainda mais horas por estarem com uma baixa no pessoal, e eu tenho que me desenrascar sozinha com os miúdos a maior parte dos dias. 

Os nossos fins de semana prolongados foram passados em casa. Hoje tenho a miúda em casa de uma amiga e ia deixar o miúdo para irmos finalmente comprar alguns dos móveis para a outra casa, pois bem, o miúdo decidiu ficar doente. Lá se foram as compras! Mais um dia passado em casa. Felizmente é coisa que não me aborrece, gosto de casa. 

Tenho costurado mais. E com mais vontade de o fazer também. Parece que quanto mais a minha cabeça se enche de chatices, mais as minhas mãos precisam de me libertar desse stress, criando e dando vida. 

Montámos a nossa árvore de Natal no dia um, e colocámos também o resto das decorações. Temos algumas tradições só nossas que iniciei quando a mais velha nasceu. É engraçado como eles já ficam à espera de certas coisas. 

Tenho tentado orientar o nosso Natal, mas ainda me falta fazer, preparar, ou comprar uma série de coisas. Ter ficado tantos dias com o meu sobrinho atrasou muita coisa, mas decidi descomplicar e o que der para fazer dá, o que não der, passo à frente, sem culpas. 

Tirei a secretária do meu quarto de costura para a dar à filhota. Ela tinha ainda uma de plástico que andava por toda a casa. Ela usa-a muito, mas é mais um catramolho que anda sempre às voltas a incomodar, e além disso ela já precisava de um espaço melhor e mais organizado. Posso dizer que para ela foi uma maravilha. 

domingo, 3 de dezembro de 2017

Para Dezembro


E chegamos a Dezembro. Não tenho grandes expectativas para este mês. A minha cunhada continua internada, e as nossas vidas a serem de certa forma regidas por isso. Como vou eu fazer planos, se não sei sequer como irá ser o próximo dia?! Ainda assim, espero conseguir riscar algumas coisas da lista, porque tem de ser:

- Fazer 9 rabos de macaco para o espetáculo de dança da minha filha

- Fazer um vestido para mim 

- Fazer mais algumas prendas e comprar outras tantas

- Fazer dois adornos novos para a nossa árvore com os meus filhotes

- Ler um livro novo

Para já não vou colocar mais nada, se conseguir estes já me dou por satisfeita. 

💛 💛 💛 

Objetivos para Novembro :

- Acabar de ler o livro que ando a ler neste momento, e se possível, pelo menos começar outro. - acabei-o a 1 de Dezembro

- Costurar a minha (primeira) própria peça de roupa interior

- Dois fins de semana de formação

- Orientar a maior parte das prendas de Natal que pretendo comprar/fazer - pensei em várias e comprei umas poucas, mas ainda há muito que gostava de ter feito que agora nem sei se vou conseguir fazer

- montar o quarto dos miúdos - ora cá está algo que ficou pendurado e que eu tinha como certo 😞