Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Então e que tal essas Sombras?


Ao contrário de meio mundo, eu não aderi à histeria '50 Sombras de Grey', por isso nunca pude realmente opinar sobre isso. Acho que logo no início ainda me despertou alguma curiosidade, mas eu sou um bicho estranho, e quando vi toda a gente a 'endoidecer' pelas sombras, acabei por perder qualquer interesse ou vontade de ver o filme ou ler o livro. Assim que, nunca li o livro nem nunca vi o filme. 
Quer dizer, isto até há cerca de uma semana atrás. Não sabia muito bem o que esperar, tenho amigas que me disseram que aquilo não era nada de especial, nada demais que justificasse o falatório e a loucura do mulherio. 
Outra chegou a dizer-me que aquilo era pornográfico, por isso, e a modos de poder fazer o meu próprio juízo, lá aproveitei que passaram o primeiro dos três filmes num dos canais nacionais para me desvirginar disto das '50 Sombras ...'. 
E o que é que eu achei? Que realmente prometiam mais do que podiam cumprir. Não desgostei, não vou falar mal, mas também não achei que fosse isso tudo. O rapaz gosta de dar uns tau-taus... enfim... Isso sim, fiquei curiosa para saber o que acontece a seguir. Srºs da tv, passem lá o #2 faz favorê!

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

E da casa que nunca mais arranca...


Esta situação da casa tem dado cabo dos meus nervos; é que nem isto nem aquilo. 
Nunca mais conseguimos arranjar tempo para ir terminando as merdinhas que ainda estão por acabar na outra casa, e eu vou perdendo o gosto por esta, já que não consigo ter tudo como quero - a iminência da mudança faz-me não investir nesta, tanto monetariamente como em dedicação (leia-se organização, arrumação, limpeza). 
Há muitos anos que sinto falta de móveis de arrumação ideal, mas uma vez que a outra casa tem sido sempre o plano, já há vários anos, achei sempre que era um gasto desnecessário mobilar esta exatamente ao meu gosto e dentro das nossas reais necessidades.
Esta falta de arrumação conveniente tem dado cabo de mim, ainda para mais desde que descobri aos poucos que sou uma pessoa desarrumada por ser demasiado picuinhas na forma como arrumo tudo. O que mais me custa é encontrar um sistema que funcione para mim. Depois de o encontrar, consigo ser consistente. Sempre achei que era pura e simplesmente desarrumada e preguiçosa, mas afinal, eu gosto é de ter tudo tão bem arrumadinho que quando não tenho tempo de o fazer, vou empilhando tudo até encontrar esse momento, e isso traduz-se em muitas pilhas, obviamente. 
Desde que tive os meus filhos, consegui gerir melhor tudo isso, primeiro porque deixei de ter um quarto só para as tralhas, e depois porque tinha mesmo que gerir o espaço para guardar tudo o que uma criança traz com ela. 
Nestes últimos dias, andei a destralhar com fé novamente. A atacar espaços pelos quais passava todos os dias e fingia que não estavam lá para não ter de lidar com eles. Ainda tenho alguns espaços desses, um deles mesmo à minha frente neste momento como a tentar-me, a mostrar-me que ainda estou muito longe de conseguir chegar onde quero. 
E a minha sanidade mental continua a ser posta à prova. Custa-me tanto saber que tenho lá no outro lado uma cozinha novinha em folha por estrear, estantes com arrumação, soluções práticas e simples que tenho procurado encontrar há tanto tempo. Há muito trabalhinho a fazer por lá, mas penso que se conseguir gerir tudo como tenho imagino as coisas podem correr muito bem. 
Queria mesmo mudar antes do meio do ano, mas já desisti de fazer planos quando sou a única a tentar cumpri-los. Há precisamente um ano, eu tinha a mesma esperança, de me mudar antes do meio de 2017, mas está visto que não correu como eu esperava. Começo a ficar saturada desta situação, cansada fisicamente deste 3º andar sem elevador e esgotada psicologicamente por saber que podia estar poupada disto há muito tempo. 

domingo, 11 de fevereiro de 2018

O nosso menu para esta semana

daqui

Continuo a tentar e esta semana já temos menu. Só falta comprar os ingredientes que estão em falta para estas receitas e depois é cruzar os dedos para que corra bem. E por ai? Como se têm organizado com as refeições? 

Peixe cozido com legumes
Rancho Vegano
Feijoada de pota e camarão 
Costeletas do cachaço com molho de mel e mostarda
Jardineira de soja
Sáb. Guisado de lentilhas com salsichas frescas
Dom. Filetes panados com arroz de tomate/coentros (um ou outro, ainda não decidi)

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Para Fevereiro


Já tinha este post semi-preparado para publicar e ainda assim atrasei-me. Gosto de publicar estas minhas listas logo no início do mês e já vamos quase a meio, por isso algumas coisas já foram riscadas (i.e. feitas: yes!), uma vez que muitas estão relacionadas com a costura.

Este é o mês da folia, e muito amor. Qualquer pessoa que costure, sabe que é um mês muito atarefado, principalmente quando na escola dos vossos filhos sabem deste vosso "dom" e vos pedem para fazer mais alguns disfarces porque vão todos dentro do mesmo tema e alguns papás não conseguem encontrar nada para os meninos. Se forem como eu, e dizer não é-vos difícil então entram em trabalhos, se bem que este ano me portei muito bem, e impus logo limites: "faço a dois ou três, não mais!" e ponto. Tenham lá paciência! Já tinha entre mãos um pedido para arranjar não-sei-quantos-pares-de-calças... eu detesto fazer arranjos, mas não fui capaz de dizer que não à pessoa que mos pediu.

- Fazer o fato de Carnaval para a escola do piolho e para os colegas. 
- Confirmar presença no casamento de um amigo. 
- Fazer o fato de Carnaval que o piolho pediu. 
- Fazer os arranjos às calças que me pediram. 
- Comprar armário para "lavandaria" da outra casa. 
- Ler um livro. 
- Escrever uma carta a uma amiga. 
- Costurar duas prendas de aniversário. 
- Costurar uma blusa para o piolho. 
- Costurar um vestido para a piolha. 
- Destralhar meu quarto da costura. 
- Mudar cama da piolha. 
- Uma saída para dançar com as amigas. 

💝 💕 💝

Tinha grandes planos para Janeiro. Começo sempre o ano cheia de ideias e vontades, mas cá me parece que a persistência e consistência não são coisas que me assistam. 

- Terminar de ler o livro que tenho em mãos e mais o novo do José Luís Peixoto. - nem um nem outro. O primeiro desmotivou-me e estragou tudo!
- Consumir tudo o que tenho na arca congeladora para a poder descongelar e limpar (como um extra, fazer o mesmo com o congelador). - Tudo, tudo não consegui mas fiquei bem perto. Deu para colocar tudo no combinado e pude esvaziar e limpar a arca vertical como pretendia.
- Costurar duas peças de roupa para mim. - bem que tentei, acabei uma e a outra está a dar-me urticária pois o molde em PDF vem cheio de erros, instruções incompletas e sei lá mais o quê! Está quase acabada a peça porém, porque me recusei a desistir dela.
- Começar a planear os fatos de Carnaval dos miúdos.
- Fazer menus para a semana e segui-los, já que regra geral faço-os e nunca mais olho para eles =(
- Não me deitar com loiça por lavar (hábito a adquirir) - correu mais ou menos... mal!
- Acabar definitivamente a outra casa, fazer as limpezas que precisa, e iniciar a mudança. - adiado outra vez
- Um almoço ou jantar com os meus pais e outro com os meus sogros (foram as nossas prendas de Natal para eles) - com os meus sim, agora falta com os dele. 
- Destralhar 3 itens por dia - no geral correu bem, fui mais eficiente nos primeiros 15 dias, mas destralhar é um hábito adquirido.