Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Há quanto tempo não ouvia isto #4


O que eu me fui lembrar hoje! Há mesmo muito tempo (anos!) que não ouvia isto. Já nem me lembrava deles, e bateu-me assim de repente! Produto nacional e muito bom!!!

As vezes e vezes que eu ouvi este álbum!!

Adoro!

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

é oficial: tenho uma adolescente de 6 anos em casa

A minha miúda achou que era boa ideia pedir-me para cortar o cabelo. sou fã de cabelos compridos e tentei vender-lhe o meu peixe...

queres mesmo cortar?
sim!
mas eu não gosto de cabelos curtos.
mas eu gosto.
mas eu sou a mãe.
e o corpo é meu
mas fui eu que o fiz, por isso é meu
pois fizeste, mas agora é meu e eu é que decido

...

mas cabelo comprido é tão lindo
eu prefiro curto
não gostas de comprido?
não!
olha lá o meu, não gostas?
sim...
então afinal gostas de cabelo comprido!
não, mas disse que sim para não te fazer mal

...

e pronto... ontem levei-a a cortar o cabelo e ficou feliz da vida! aproveitámos e cortámos o do minion mais pequeno também.



ficou assim uma coisa muito semelhante à da foto
vá, eu confesso aqui entre dentes... ficou mesmo muita gira!

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Destralhar faturas


Nunca cheguei a partilhar convosco, mas em 2017 dei um grande destralho nas faturas e documentos que tinha cá por casa. Eram várias as pastas cheias de papelada, muita dela ainda do tempo em que era solteira, os meus primeiros recibos de ordenado, enfim... uma quantidade de tralha que não me faz falta nenhuma. 

Procurei saber quanto tempo tinha de guardar cada um dos tipos de faturas que guardava religiosamente, e este site ajudou bastante. Com isto em mente, guardei o que ainda devia de guardar e reciclei o resto do papel. Os que tinham uma face branca dei à miúda para os seus inúmeros desenhos, os outros coloquei no contentor da reciclagem. 

Penso que fiz este exercício mais ou menos a meio do ano, e hoje partilho esta informação aqui, para não me esquecer que é um exercício que devo fazer pelo menos uma vez por ano, e livrar-me do exagero de papelada que se vai guardando ao longo da vida. 

Já temos algumas faturas digitais também, o que ajuda, e quero mesmo ver se consigo passar mais algumas para o mesmo formato. 

E por ai? Como fazem? 

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Como fazer a espargata... à minha maneira!


Isto filmado é que era... era, e deve ter sido. Aqui contei-vos que já tinha ido ao Ikea comprar as camas dos miúdos, o que eu me esqueci de contar foi que nesse dia dei um espalho monumental. A sério, monumental, devia ser património da comunidade dos patetas (neste caso eu incluída, claro). 
Eu conto! Estava eu a tentar perceber qual era a cama que queria quando me dei conta que estava no corredor atrás de mim, viro-me para me dirigir a ele, mas senhor marido querido havia estacionado o carrinho com a caixa da nossa kallax em cima, mesmo atrás da minha pessoa. Ora, já se está a ver, não é? 
Dª Magda Maria aqui, não só bateu com a canela na p**a da aresta da caixa, com toda a força imaginária, como ainda conseguiu alçar a outra perna por cima do carrinho das compras numa tentativa de manter o equilíbrio e evitar uma queda maior. Mas o dito carrinho, entretanto foi deslizando, num circulo quase perfeito, obrigando-me a deslizar com ele nessa roda maravilhosa que fez, concluindo assim numa bela d'uma espargata. Já nem sei aos anos que não fazia uma. 
Se cheguei a cair? Bem na verdade não, fiquei ali no meio caminho. O marido pensou que me ia queixar das virilhas ou coisa assim, tal foi o show, mas não. Queixei-me mesmo foi da canela que ainda hoje tem um durão, está negra e dói com o frio. O que me apetecia naquele momento, era só gritar palavrões tal foi a dor. Mas portei-me como uma lady e assim que me recompus da minha espargata improvisada, a primeira coisa que fiz foi olhar à volta... ninguém estava a ver. Ufa! 
Só depois me lembrei, que estes sítios têm cameras e algum segurança lá do outro lado deve-se ter escangalhado a rir da minha figura. Bem, ao menos alegrei o turno de alguém... ou vários! 

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

falemos de estantes



Já vos disse que adoro o IKEA? Não? Pois é, adoro! E não, ninguém me está a pagar para dizer isto que este não é um blog XPTO, para vender opiniões... anywayzzzz (sim! sei que é com s no fim!)... estou muito feliz por ao fim de tanto tempo termos um aqui mais perto e poder contar com essa loja quando tiver que mobilar a minha casa.

Tenho andado a pesquisar a gama Kallax, ando cada vez, mais e mais apaixonada pelas opções e formas de a aproveitar em quase todos os espaços/divisões. Há uns dias comprei esta que mostro acima e por acaso até nem foi na loja, e sim em 2ª mão no OLX, metade do preço da nova e ainda vinha com quatro cestos incluídos, ou seja, paguei mesmo muito pouco o que me deixou super feliz. 

Quando a comprei ainda nem sabia muito bem em que canto a meter, sabia que era um óptimo negócio e que a queria, para já vai morar no meu closet (que chiquesa, vou ter um closet!!!) por ser escura. Pretendo comprar móveis brancos ou outras cores claras como a madeira natural, para todas as divisões já que a casa é pequena e assim carrega menos. 

Tenho duas estantes de quatro cubos como esta, que não sendo do IKEA, são iguais, só que já têm rodas incluídas.
Gostei desta ideia para as reaproveitar. 

Para além da Kallax, há outras gamas que gosto bastante e que ando d'olho nelas. Por exemplo creio de vou optar pela Besta para os móveis da sala, e talvez a Eket para o quarto dos miúdos, mas ainda não está decidido, uma vez que pretendo fazer a decoração (a parte da arrumação/móveis isto é) aos poucos. Inicialmente quero mesmo ter o essencial para que nos possamos mudar com algum conforto.


E por falar no quarto dos miúdos, ainda antes de 2017 acabar, conseguimos dar lá um pulinho na loja e já trouxemos as duas camas (que serão ainda adaptadas para irem de encontro às nossas necessidades), os colchões e uma Kallax como a da foto acima que vamos usar na horizontal, à qual ainda vamos adicionar umas rodinhas e umas almofadas por cima para criar um banco. 

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Menu para a Semana

daqui

Como disse no post de ontem, um dos hábitos que quero ver se é desta que implemento, é a criação de menus para a minha família e segui-los durante a semana. Mesmo que não seja na mesma ordem que o planeei. Para já, este desafio é ainda mais importante para mim, porque me ajudará a planear as refeições de acordo com o que tenho nos meus congelados e assim poder desocupar ao máximo e poder descongelar e limpar (que é também um dos objetivos para este mês). 

Assim sendo, o menu para a primeira semana está feito. Aqui apresento apenas os jantares (já que só eu como em casa ao almoço, e regra geral trago lá do estaminé do marido) o que muitas vezes pode significar apenas uma sopa (não temos o hábito de dois pratos cá em casa uma vez que geralmente o nosso prato principal inclui muitas verduras). 

Ficam aqui as minhas ideias, todas elas para usar alimentos que já tenho em casa:

2/1 - Ervilhas com ovos 
3/1 - Caldo verde 
4/1 - Peixe cozido com legumes (a comida preferida da mais velha!)
5/1 - Sopa de espinafres
6/1 - Guisado de lentilhas 
7/1 - Jardineira de soja 

Se eu conseguir levar este desafio avante, como espero, não só vou conseguir destralhar os meus espaços de congelação, como vou ainda conseguir poupar, pois usando o que tenho a lista de compras vai diminuir também. 

E por ai? Já começaram a colocar em prática os desejos que trouxeram para 2018?! 

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Para Janeiro



Antes de mais nada:

🎇 FELIZ ANO NOVO  🎇

para todos os que me lêem. 
Espero que a vossa passagem de ano vos tenha corrido bem, com muita alegria e segurança. Desejo-vos um ano repleto de coisas boas e sonhos realizados. 

E já estamos novamente em Janeiro e eu volto com as minhas listas de objetivos a atingir durante este mês que acaba de começar. Se em Dezembro optei por não colocar muita coisa na bagagem, para Janeiro, venho cheia de vontade, e de ideias. O início do ano tem sempre este impacto em mim, fazer o quê? Pensando bem nisso, acho que estou a ser um bocadinho gananciosa nos meus afazeres, mas se correr bem, vou sentir-me tão bem no fim deste primeiro mês de 2018. E isso sim, vai valer a pena. 

- Terminar de ler o livro que tenho em mãos e mais o novo do José Luís Peixoto. 

- Consumir tudo o que tenho na arca congeladora para a poder descongelar e limpar (como um extra, fazer o mesmo com o congelador). 

- Costurar duas peças de roupa para mim. 

- Começar a planear os fatos de Carnaval dos miúdos. 

- Fazer menus para a semana e segui-los, já que regra geral faço-os e nunca mais olho para eles =(

- Não me deitar com loiça por lavar (hábito a adquirir) 

- Acabar definitivamente a outra casa, fazer as limpezas que precisa, e iniciar a mudança. 

- Um almoço ou jantar com os meus pais e outro com os meus sogros (foram as nossas prendas de Natal para eles)

- Destralhar 3 itens por dia

Desejem-se sorte e persistência pois vou precisar delas. 

💛 💛 💛 

Entretanto, do mês que acaba, aqui fica o balanço:

- Fazer 9 rabos de macaco para o espetáculo de dança da minha filha
- Fazer um vestido para mim 
- Fazer mais algumas prendas e comprar outras tantas
- Fazer dois adornos novos para a nossa árvore com os meus filhotes (na verdade só fiz um com ela, porque foi precisamente isso que o mais novo fez no infantário)
- Ler um livro novo - não o acabei mas comecei o que já me satisfaz.