Pesquisar neste blogue

terça-feira, 28 de março de 2017

... esse maldito cancro ...


Neste fim de semana fui ver o filme a Bela e o Monstro com a minha filha e os primos. E era sobre isso que vinha escrever aqui hoje. Mas não será sobre isso. Soube ontem que faleceu o marido de uma amiga, penso que nem 40 anos tinha ainda. A porra do cancro! E ela que está à espera do segundo filho. Sinto-me tão revoltada com estas injustiças da vida. Ele era um tatuador, um grande artista! Um pai dedicado a quem lhe foi retirada a oportunidade de viver o tempo suficiente para conhecer o segundo filho, ainda por nascer. O filho nunca vai saber o que é ter um pai, e o mais velho, com quase 6 anos... será que se vai lembrar verdadeiramente do pai daqui a alguns anos? Será que só o recordará pelas memórias que serão partilhadas com ele? E quando o pequenino nascer? Será que ela será forte? Ela é forte! Mas, será nesse momento? Entre a alegria de ver o filho nascer e a tristeza de saber que o pai não estará ao seu lado? É que... não falta muito, será tudo tão recente, tudo tão ao mesmo tempo, sem tempo de digerir. 
Gostava de estar por perto, poder ajudar de alguma forma, mas separam-nos quase um país inteiro, o único que posso fazer é pensar nela, e desejar fortemente que se consiga erguer, que se agarre aos filhos, que eles a mantenham sã e tenha muita gente à volta dela, sempre, porque tenho a certeza que vai precisar!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário